Programa Saúde na Escola atende quase 11 mil alunos em Araxá

Serão contemplados 10.875 alunos nos diversos temas propostos pelo programa

Por Da redação 13/03/2019 - 15:19 hs
Foto: Assessoria de Imprensa / PMA

A Prefeitura de Araxá, através de parcerias das Secretarias de Saúde e Educação, confirma a realização do Programa Saúde na Escola (PSE) nesse ano, considerado uma política intersetorial entre os setores e instituída em todo o país pelo governo federal. O PSE é uma estratégia de integração da saúde e educação para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas brasileiras. Em Araxá, serão contemplados 10.875 alunos de 44 unidades municipais de ensino – Escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (Emei / Cemei) –, conveniadas e estaduais. Foi realizada uma reunião nesta terça-feira, 12 de março, na sede da Secretaria de Educação para definir o planejamento anual de ações do programa.


Participaram dessa reunião coordenada pela referência técnica da Saúde da Mulher e da Criança / PSE, Carla Constant, as diretoras das unidades de ensino, as equipes do setor de Saúde, a promotora da Infância e da Juventude, Dra. Mara Lúcia Silva Dourado, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), Cristiane Gonçalves Pereira, e as secretárias Gessy Glória Lemos e Diane Dutra (Educação / Saúde). As metas do programa em Araxá são de melhoria na qualidade e quantidade das educações de saúde realizadas e da assistência às escolas da zona rural, distribuição de material gráfico para os educandos / familiares com o recurso do governo federal do PSE e aumento de parcerias para realização das ações.


Segundo a secretária de Educação, Gessy Glória Lemos, o programa traz conhecimento para alunos e educadores com temas que refletem a realidade. “São temas como gravidez na adolescência e saúde bucal importantes para criança e adolescente. Quando esse conhecimento é levado a esse público-alvo porque vai ficar no resto de vida delas”. Para a secretária de Saúde, Diane Dutra, o programa trabalha juntos com os educadores. “Nas escolas, foi levantado pelas educadoras as dificuldades em relação a saúde. Nós desenvolvemos práticas dando suporte e material para executar o trabalho. Isso foi muito positivo, estamos chamamos todas as escolas para participar em 2019”, conta Diane.


De acordo com a promotora Dra. Mara, o trabalho articulado entre os órgãos é de suma importância para promover ações de interesse de crianças e adolescentes de Araxá. “A defesa de infância e adolescência é sempre feita em rede. O programa é extremamente valioso que trabalha na linha da prevenção, mas que, com certeza, vai despertar casos concretos de violência contra a criança, sobretudo no aspecto da Saúde. É necessário a presença da promotoria como forma de estabelecer parcerias com os órgãos da Educação e Saúde”, destaca.

Cada escola contemplada deverá realizar no mínimo, duas ações, sendo uma obrigatória que é o combate ao mosquito Aedes Aegypti, e a outra de livre escola da unidade de ensino participante. O programa traz 12 opções de temas a serem abordados pelas escolas dentro da área da Saúde.