Queijo brasileiro vence Mundial de Araxá. Evento movimentou fim de semana

Por Da redação 11/08/2019 - 21:59 hs
Foto: Reprodução /@queijocanavelha

Milhares de pessoas passaram neste fim de semana pelo parque do Barreiro para participarem do Mundial do Queijo do Brasil, evento realizado pela SerTãoBras com apoio da Guilde Internationale des Fromagers e da Aqmara – Associação dos Produtores do Queijo Araxá.


A feira com expositores de todo o país movimentou o pátio do Grande Hotel e dentro dos salões foi realizada a avaliação de mais de mil e cem queijos do mundo todo. Entre os quinze selecionados para a grande final, foi um queijo paulista que levou a maior premiação do Mundial seguido por queijos franceses e australianos. 


Reconhecimento 

O prefeito Aracely de Paula destacou que a classe rural de Araxá e região representa a sustentação da economia nacional e cumprimentando a classe rural, ressaltou a importância do trabalho dos produtores que fizeram do queijo da canastra, do queijo mineiro e do queijo de Araxá algo como símbolo daquilo que é possível fazer quando se trabalha com fé, convicção e competência. “Parabéns aos produtores, parabéns àqueles que trouxeram da França medalhas para o Brasil e que levarão do Brasil para o mundo as medalhas conquistadas em Araxá. Agradeço a participação de todos que tornaram possível esta festa, cumprimento os organizadores, com a certeza de que quando nós nos unimos somos imbatíveis. Araxá tem provado isso através das conquistas que temos realizado”.


Selo arte 

O governador Romeu Zema participou, nesta sexta-feira (9/8), da abertura oficial do Mundial do Queijo do Brasil. Durante o evento, Romeu Zema entregou o Selo Arte a produtores do Queijo Minas Artesanal de diferentes regiões. Minas Gerais é o primeiro estado a entregar o certificado, que valoriza o produto e impulsiona a sua produção e comercialização.


"Fiz questão de comparecer aqui nesta primeira feira internacional do queijo porque Minas Gerais é o maior produtor de queijo do Brasil. Isso tem uma representatividade muito grande na nossa economia e o meu governo vai fazer de tudo para levar esse queijo tão bom, que nós temos aqui, para outros estados e para o exterior também. Tenho me empenhado pessoalmente, porque nós temos uma riqueza, um produto maravilhoso e precisamos divulgá-lo melhor", afirmou o governador.


Além de entregar os certificados, Romeu Zema percorreu a feira e conversou com produtores, comerciantes e visitantes. O governador e a secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini, foram homenageados pela Guilde Internationale de Fromagers - um dos principais reconhecimentos do mundo queijeiro -, por suas trajetórias de apoio à produção de queijos,. A Guilde Internationale de Fromagers é uma organização sem fins lucrativos, criada em 1969, na França, associada à Confrarie de Saint Uguzon, que tem como propósito transmitir o saber queijeiro. Ela reúne pessoas relacionadas às cadeias da produção leiteira no mundo inteiro.


Minas é o primeiro Estado do país a entregar o Selo Arte a produtores de queijos artesanais. Treze produtores do Queijo Minas Artesanal (QMA) de diferentes regiões do estado receberam o certificado. Regulamentado pelo governo federal, no mês passado, o Selo Arte viabiliza a comercialização interestadual dos produtos artesanais de origem animal. Neste primeiro momento, receberam o selo os produtores artesanais cujas queijarias já estão registradas no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), instituição vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), responsável pela defesa agropecuária em Minas.  


Além da entrega inédita do Selo Arte, que reforça a tradição e o papel de destaque mineiro como referência na produção de queijos artesanais no país, o Governo de Minas, por meio da Secretaria da Agricultura e de suas vinculadas (Emater-MG, Epamig e IMA), tem programação diversificada nesta primeira edição do Concurso Mundial do Queijo do Brasil, que vai até este domingo (11/8). O evento reúne produtores e especialistas de várias partes do mundo, além de variados tipos de queijos nacionais e internacionais que participam de um concurso para a premiação dos melhores. São esperados mais de 500 queijos concorrentes, entre artesanais e industrializados.


Ana Valentini destacou que o selo atesta que o produto obedece a controles sanitários, garantindo a qualidade da produção artesanal. "Essa entrega é de grande importância pra Minas, que é o maior estado produtor de leite do Brasil e é responsável pela produção de 25% do queijo de todo o país. Esse reconhecimento abre ainda mais o mercado para os nossos produtores, principalmente para os pequenos, que o fazem de forma artesanal", destacou.


Também participaram da cerimônia o ministro de Estado de Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; o presidente da Emater-MG, Gustavo Laterza; e o diretor-geral do IMA, Thales Fernandes.


C/ Ascom PMA e Agência Minas