Concessionária diz que duplicação da BR-262 não saiu por falta de financiamento

Por Da redação 18/11/2019 - 18:51 hs
Foto: Reprodução

Após protesto realizado nesta segunda-feira (18) pela duplicação da BR-262, a Triunfo Concebra informou em nota enviada ao site Araxá Agora que a não liberação de um financiamento do BNDES foi o que inviabilizou a continuidade das obras de duplicação da BR-262 na região. A concessionária informou no mesmo documento que tarifa cobrada desconta uma porcentagem sobre a conclusão das obras.


Leia nota na íntegra:


O programa de concessões rodoviárias lançado em 2013 pelo Governo Federal tinha como premissa o financiamento subsidiado ofertado para fazer frente aos investimentos concentrados, porém em decorrência da mudança da política econômica do governo, não houve a liberação do financiamento do BNDES para um projeto desta envergadura, conforme promessa efetuada pelo governo na época do edital de licitação.


A frustração do financiamento do BNDES, inviabilizou a continuidade das obras de ampliação. 


Vale ressaltar que no cálculo da tarifa de pedágio feito pela agência reguladora – ANTT são destinados  70% a operação (atendimento mecânico e médico), conservação e administração. Os outros 30% já foram descontados sobre as obras de ampliação.


Desde 05 de setembro de 2014 a Concessionária disponibiliza aos usuários o serviço emergencial médico e mecânico. A Triunfo Concebra desde o início da concessão vem registrando a redução de óbitos a cada ano, chegando a metade de óbitos em comparação ao período antes da concessão.


Os trabalhos de manutenção e conservação da rodovia, atendimento, impostos, salários e pagamento de fornecedores correspondem a dois terços da receita gerada nas praças de pedágio. A empresa mantém todo o trabalho de manutenção da rodovia: roçada, manutenção de sinalização vertical e horizontal, manutenção asfáltica e sistemas de drenagem.