Cemig lança nova campanha de negociação de débitos em atraso

Clientes com alguma pendência junto à empresa já podem procurar os canais disponíveis para negociação

Por Da redação 27/11/2019 - 22:18 hs
Foto: Reprodução

Os clientes que possuem débitos com a Cemig terão, até o dia 20/12, uma ótima oportunidade para quitar suas contas em atraso. A Empresa lançou, nessa semana, uma nova campanha de negociação de débitos, em condições diferenciadas, visando facilitar a regularização da situação de clientes inadimplentes.


Serão concedidos benefícios como isenção de encargos financeiros para pagamento à vista e opções de parcelamento mais atrativas. Essa é uma excelente oportunidade para os clientes aproveitarem o recebimento do 13º salário e o saque do FGTS para ficar em dia com a Cemig.


Silvia Cristiane Martins Batista, Superintendente de Proteção da Receita da Cemig, destaca que os clientes em débito podem negociar a dívida pela internet, por meio do Cemig Atende Web e pelo e-mail fiqueemdia@cemig.com.br, ou ainda pelo telefone 0800 721 7003, que estará disponível de segunda a sexta-feira das 9h às 21h e aos sábados das 9h às 15h.


“Alertamos que os parcelamentos poderão ser realizados exclusivamente pelo titular da fatura, mediante comprovação e atualização dos dados cadastrais nos canais de atendimento”, destaca a superintendente. Ainda de acordo com Silvia Cristiane, as condições de negociação são atrativas e vale a pena aproveitar a oportunidade.


Essa é uma ótima oportunidade para que os clientes que possuem débitos com a Cemig possam quitá-los e negociá-los, evitando a suspensão do serviço de energia ou inclusão no cadastro negativo dos órgãos de proteção ao crédito.  


A Cemig utiliza, há vários anos, diversas ferramentas de comunicação com o cliente para evitar a inadimplência. Algumas medidas adotadas pela Empresa são: envio de e-mail, mensagem de texto via celular (SMS), carta cobrança, contato telefônico, protesto de títulos junto a cartórios, suspensão de fornecimento de energia, cobrança judicial, cobrança administrativa, semanas de conciliação, campanha de negociação, negativação e plataformas online de cobrança e de negociação.