Polícia Civil investiga corretores e funcionários de armazém de grãos

Por Da redação 27/11/2019 - 22:30 hs
Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil cumpriu mandados de prisão nesta quarta-feira (27) em Ibiá.  As investigações iniciaram em Outubro de 2019 para apurar o crime de furto qualificado de grãos ocorrido dentro de um armazém da cidade de Ibiá. O crime, segundo a PC, ocorreu com a participação de um funcionário da empresa e um corretor quando negociavam a carga que seria desviada da empresa sem autorização.  


De acordo com a polícia, após acordarem o valor de venda da carga, o funcionário que deveria fiscalizar a pesagem e documentação exigida para o carregamento, se omitiu em seguir o procedimento padrão e liberou que determinada pessoa carregasse um caminhão que entrou e saiu do armazém sem nenhum registro do veículo ou da carga, que seguiu para a cidade de Luz-MG, onde foi receptado de forma dolosa por outro corretor.


Posterior ao furto a polícia suspeitou do envolvimento de outros corretores de grãos em emitir notas para o transporte e vendas dessas mercadorias ilícitas, também há informações que os empresários emitiam notas fiscais com valores e quantidades de produtos inferiores aos reais no intuito de sonegar impostos e obterem vantagem econômica de forma ilegal.


Foram apreendidos celulares, computadores, notebooks, milho em grão, dinheiro e outros objetos que serão analisados pela polícia e se necessário periciados com o fito de apurar a verdadeira participação de cada indivíduo.


A operação foi desencadeada nas cidades de Ibiá e Luz, contando com o apoio dos policiais civis de Luz e Campos altos, coordenados pelos delegados das respectivas comarcas e pelo delegado regional de Araxá.