Araxá Agora

Quinta-feira, 13 de Junho de 2024
Autinovates vence Desafio Senai de Projetos Integradores (DSPI)

Ciência & Tecnologia

Autinovates vence Desafio Senai de Projetos Integradores (DSPI)

Equipe propõe aperfeiçoamento do calor gerado pelo freio e escapamento do Mission Zero

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A equipe Autinovates venceu o Desafio Senai de Projetos Integradores (DSPI), promovido em parceria com a Giaffone Electric e a CBMM. A proposta do time foi avaliada como a mais inovadora e o resultado foi divulgado nesta terça-feira (03/10), em evento realizado no Teatro Sesi, em Araxá.

O projeto propõe o aperfeiçoamento do calor gerado pelo freio e escapamento do primeiro caminhão híbrido elétrico do mundo, o Mission Zero. A segunda colocada, Truck Control, apresentou soluções em eficiência energética do veículo. A terceira classificação ficou para a equipe CARJ, que destacou melhorias de suspensão eletromagnética. Em seguida, nas demais colocações, ficaram as equipes 4Energy e Security Suspension, que abordaram eficiência energética e suspensão eletromagnética, respectivamente.

As cinco equipes foram avaliadas pela banca técnica composta por Carlo Tenaglia, gerente regional do Sesi, Ricardo Aloysio, gerente de Educação Tecnológica do Senai, Érico França, analista de Desenvolvimento de Mercado da CBMM, e três especialistas da empresa Giaffone Eletric, sendo eles João Bruno Palermo, engenheiro-chefe, Marcos Haddad, relações públicas, e o piloto Felipe Giaffone. Eles foram responsáveis por avaliar 10 itens das apresentações nos quesitos Caráter Avaliador, Análise de Viabilidade e Qualidade do Projeto.

Leia Também:

De acordo com Felipe Giaffone, a banca escolheu o produto mais palpável, com mais facilidade de aplicabilidade. “Todos estão de parabéns! Agora, estou preocupado com o próximo passo, que é deixar o meu caminhão mais rápido”, salientou o piloto, que irá aguardar o desenvolvimento dos projetos para possível aplicação no caminhão.

Por esse motivo, as duas primeiras colocadas foram selecionadas para seguir a fase estadual do programa Saga Senai. “Foi difícil chegarmos à essa conclusão devido ao alto nível dos projetos apresentados. Agora, temos a missão de ‘turbinar’ esses projetos no Inova, programa de aceleração do Senai, onde os alunos irão industrializar suas soluções para colocá-las em ação”, explica Ricardo Aloysio.

Para Álvaro Rezende, da área de Responsabilidade Social da CBMM, a iniciativa proposta pela companhia e abraçada pelo Senai e Giaffone Eletric é uma forma de reconhecer os talentos locais. “Esperamos que este evento fique como exemplo para outros alunos. Araxá tem muito talento, e queremos que eles sejam reconhecidos por todos e que possam atuar em nossa região”, afirmou.

Além da oportunidade de aplicar suas soluções em um caminhão inovador, a equipe vencedora terá o privilégio de assistir à final da Fórmula Truck 2023 em Interlagos, São Paulo, e conhecer os bastidores deste campeonato.

Desafio Senai de Projetos Integradores (DSPI) – Giaffone e CBMM

O desafio, idealizado pela CBMM e promovida pelo Senai Araxá, teve como objetivo fomentar o espírito empreendedor e inovador nos alunos por meio de desafios reais da indústria. Ao todo, mais de 500 alunos divididos por equipes submeteram 174 projetos que criaram soluções para aprimorar performance, aerodinâmica e eficiência energética do veículo.

 

Sobre a Giaffone Electric

Localizada em Cotia (SP), a Giaffone Electric é uma startup que tem como principal foco o desenvolvimento e fabricação de projetos de mobilidade elétrica para vans, caminhões leves e pesados. A startup reúne diversos profissionais que buscam desenvolver projetos sustentáveis a partir do uso de novas tecnologias e experiência da sua empresa fundadora, a Giaffone Racing, responsável pelo desenvolvimento e fabricação de diversos veículos para categorias do automobilismo brasileiro como a Stock Car e Rally dos Sertões.

 

Sobre Senai

É a maior instituição de Educação Profissional da América Latina, conhecido por oferecer cursos de alta qualidade, ministrados por profissionais experientes e especializados em diversas áreas industriais. Os programas de formação são atualizados regularmente para atender às demandas do mercado de trabalho e são voltados com base nas necessidades da indústria, o que significa que os conhecimentos e habilidades adquiridos pelos alunos são diretamente aplicáveis no ambiente de trabalho através de uma ampla gama de cursos em diversos setores industriais, incluindo mecânica, eletrônica, automação, mineração, construção civil, segurança do trabalho, entre outros. Utilizando uma metodologia onde os alunos desenvolvem soluções inovadoras para problemas reais da indústria que é o objetivo da Saga SENAI de Inovação, que é formada por uma série de competições que visa estimular a criatividade e a visão empreendedora dos alunos do SENAI.  A Unidade de Araxá, Centro de Formação Profissional “Djalma Guimarães”, foi criada em 1983 contribuindo para o crescimento da Indústria da cidade e da região, através da qualificação técnica e com o compromisso de promover a educação profissional e tecnológica e a inovação, para elevar a competitividade da indústria.

Sobre a CBMM

Líder mundial na produção e comercialização de produtos de Nióbio, a CBMM possui mais de 500 clientes, em 50 países. Sediada no Brasil, com escritórios regionais na China, Países Baixos, Singapura, Suíça e Estados Unidos, a companhia fornece produtos e tecnologia de ponta aos setores de infraestrutura, mobilidade, aeroespacial, saúde e energia. Para suportar seus planos de crescimento por meio da diversificação, a empresa conta com uma frente de Novos Negócios com atuação focada na aceleração da entrada, no mercado global, da tecnologia do Nióbio. Nos últimos 4 anos, a CBMM realizou investimentos estratégicos em empresas como a Echion e Battery Streak visando novos desenvolvimentos em materiais com Nióbio para baterias de íons de lítio. Desde a sua fundação, a CBMM desenvolve projetos no Brasil e em diversos países do mundo para fomentar a adoção da tecnologia do Nióbio por diversas indústrias. Para mais informações, visite o media center.

FONTE/CRÉDITOS: Ascom CBMM
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Ascom CBMM
Comentários: