Araxá Agora

Terça-feira, 18 de Junho de 2024
Karen Olímpio e Luiz Cocuzzi se consagram no Short Track da CiMTB Araxá

Esportes

Karen Olímpio e Luiz Cocuzzi se consagram no Short Track da CiMTB Araxá

Outros sete títulos foram definidos no primeiro dia de provas; segunda etapa continua sábado e domingo (27 e 28)

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O primeiro dia de provas da 21ª edição da Copa Internacional de Mountain Bike em Araxá foi um verdadeiro show. Na mesma pista em que foi disputada a etapa da Copa do Mundo, na semana passada, alguns dos maiores atletas do mountain bike brasileiro e mundial deram um espetáculo nesta sexta (26/04). Nas principais provas do dia, valendo pontos no ranking da UCI (União Ciclística Internacional), as vitórias foram de Karen Olímpio e Luiz Henrique Cocuzzi.

A primeira disputa foi da Super Elite feminina. Logo na largada, Karen Olímpio (Soul Cycles) e Isabella Lacerda (Scott Brasil) largaram na ponta, seguidas de perto pela Israelense Naama Noyman, pela mineira Hercilia Najara (Estilo Ventura Trek) e pela cazaque Tatyana Geneleva.

Os dois pequenos grupos se mantiveram nesta configuração até a quinta volta do circuito. Logo na primeira subida, Karen, atual campeã brasileira de XCO, atacou e abriu 14 segundos ao abrir a sexta e última volta da etapa – se mantendo na dianteira da prova até cruzar a linha de chegada como campeã do XCC. Isabella foi a segunda colocada e a israelense Naama ficou com a terceira colocação. Completaram o pódio Hercília Najara e Tatyana Geneleva, do Cazaquistão.

“É um grande prazer estar aqui em Araxá vivenciando tudo isso. Hoje foi emocionante mais uma vez. Sabia que seria uma prova bem tensa, e eu queria estar nessa disputa. A prova tem só 20 minutos, não dá pra pensar em muita coisa, ainda mais com a perseguição da Isabella a prova inteira. Mas consegui lançar um ataque e ser bem-sucedida para conseguir a vitória”, comentou a campeã do Short Track da Super Elite feminina em Araxá.

Super Elite masculina
A Super Elite masculina começou com roteiro bastante similar à disputa feminina: diversos atletas se estudando e procurando o melhor momento para atacar. Desta vez, Luiz Henrique Cocuzzi (Audax Racing Team), Alex Malacarne (Trinity Racing), José Gabriel (Squadra Oggi), Gustavo Xavier (Specialized Racing), Nicolas Machado (Sense Factory Racing) e o colombiano Diego Cuervo tiveram o protagonismo.

Os atletas se revezaram na ponta durante as seis primeiras voltas. E aí, mais uma vez, o script foi parecido com a disputa das mulheres: o ataque veio de Cocuzzi, que aproveitou a força e explosão para abrir distância na primeira colocação, onde se manteve até a bandeirada final. Na sequência, Gustavo Xavier e Nicolas Machado completaram as três primeiras colocações. Completaram o pódio José Gabriel Marques e Diego Arias, da Colômbia.

“Primeiro quero agradecer ao Rogério (Bernardes) por estar fazendo este grande evento em Araxá. A pista ficou incrível, ela nivelou bem para a gente poder correr em pelotão. A prova o tempo inteiro todo mundo junto, só na última volta pudemos decidir a prova. Cumpri o objetivo do dia, que era manter a camisa de líder. Estou muito feliz. Vamos com tudo para o domingo (28)”, comentou o campeão.

Disputa inédita: XCO Hors Class no Sub-23
A etapa de Araxá da CiMTB contou com uma grande novidade em 2024: a realização do Cross Country Olímpico (XCO) Sub-23 valendo pontos Hors Class no ranking da UCI – como acontece em outras competições pelo mundo, com a chancela da organização internacional. As provas das categorias feminina e masculina aconteceram nesta sexta, coroando Luiza Cocuzzi (Houston Bike) e Alex Malacarne (Trinity Racing Team), que no último sábado conquistou a histórica terceira colocação na etapa da Copa do Mundo realizada na cidade.

“Fiquei a corrida inteira só relembrando os momentos da Copa do Mundo. Nas subidas eu sentia como se fosse naquele dia, com o público me empurrando. Foi muito legal ter esse flashback. Muito feliz com a vitória, espero que tenha sido só a primeira do final de semana”, disse Malacarne.

Luiza conquistou a vitória em uma disputa particular com Sabrina Oliveira (Caloi Henrique Avancini Team), e classificou a prova como duríssima.

“O XCO aqui em Araxá está bem técnico, tanto nas subidas quanto nas descidas. A vitória é inexplicável. É uma sensação de êxtase: ver tudo o que a gente vem trabalhando e conseguir colocar em prática, é maravilhoso”, disse a jovem atleta.

Lembrando que mesmo quem competiu na prova exclusiva do XCO Sub-23 desta sexta também poderá disputar a prova do XCO no domingo (28).

Campeãs e campeões em outras categorias

A primeira competição do XCC do dia foi a Geral Feminina, com a ciclista Nina Carvalho campeã após 6 voltas, com 22min19. A bateria seguinte foi a das bikes elétricas, vencida por Juarez Campolina, completando 7 voltas em 18min40. Na Máster, o campeão foi novamente Divonei Bispo, completando 6 voltas em 19min08. Vinicius Lacerda venceu a Cadete com o tempo de 18min31 e Miguel Elias venceu a Teen em 18min047, repetindo a vitória da primeira etapa em Nova Lima.  Antes das Super Elites, os atletas da Júnior entraram na pista, com a vitória de Henrique Bravo, com 6 voltas completadas em 17min46.

Cronograma de sábado e domingo

Neste sábado (27) a competição começa cedo: às 8h20 acontece a largada do XCO E-MTB, das categorias Pro (masculina e feminina) e Master masculina. Às 10h20 largam as categorias Sub-15, Sub-17, Sub-12 e Júnior do XCO. No período da tarde, é a vez da Maratona, com largada a partir de 14h, para as seguintes categorias: E-MTB Young, E-MTB Sênior Masculina, E-MTB feminina, Ultra, Expert, Cadete, Master, Segurança Pública, Veterano, Peso Pesado, PcD, Duplas, Open Feminina, Sênior Feminina, Turismo e Hand-Bike.

Domingo (28) é o terceiro e último dia da CiMTB, exclusivo para a disputas do XCO. Serão 4 baterias: Largada 1, às 8h, Sub-55, Ultra, Sub-60, Sub-65 e Over-65; Largada 2, às 10h, Sub-30, Sub-35, Sub-40, Sub-45 e Sub-50; Largada 3, às 12h, com as categorias exclusivas femininas Elite Hors Class, Júnior, Sub-17, Sub-15, Sub-40, Sub-50, Over-50, Sub-12; e Largada 4, às 14h, Elite Hors Class masculina.

Estrutura e shows
A estrutura montada em Araxá continua à disposição do público, com diversas atrações e opções de conforto destinadas aos mais diversos tipos de público. A feira de exposições conta com mais de 30 marcas exibindo e vendendo produtos para amantes do ciclismo, inclusive a loja oficial com produtos da CiMTB e da Copa do Mundo UCI.

O Palco CBMM, bem no centro da praça de alimentação, se mantém ativo:
Sábado, às 14h - Black Trio
Sábado, às 18h – Malupa
Domingo, às 15h – Vinith

Na área de exposição, shows de bike trial com o ciclista Diego Magno, com duas apresentações diárias no final de semana:
Sábado, às 14h15 e às 17h
Domingo, às 12h10 e 16h

História da CiMTB
A organização da CiMTB realizou sua primeira prova em 1996. Desde então, vem inovando e contribuindo ativamente para o crescimento e fortalecimento do mountain bike e o mercado de bicicletas no Brasil. Contando pontos para o ranking mundial da União Ciclística Internacional (UCI) desde 2004, a CiMTB tem sido seletiva para os Jogos Olímpicos nos ciclos de Pequim 2008, Londres 2012, Rio 2016, Tóquio 2020 e Paris 2024.

Em 2022, a CiMTB aumentou ainda mais sua relevância internacional, com a realização da etapa de abertura da Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike 2022, em Petrópolis. Além disso, foi responsável pela construção da pista de mountain bike dos Jogos Olímpicos Rio 2016, considerada uma das melhores da história dos Jogos desde 1996, primeiro ano do MTB em Olimpíadas.

FONTE/CRÉDITOS: Ascom CIMTB
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Ascom CIMTB
Comentários: