Araxá Agora

Quinta-feira, 13 de Junho de 2024
Trabalhadores rurais devem ter cuidado com a rede elétrica durante o uso de máquinas agrícolas

Região

Trabalhadores rurais devem ter cuidado com a rede elétrica durante o uso de máquinas agrícolas

Manuseio inadequado de implementos agrícolas provocou 17 mortes no Brasil em 2023

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Acidentes com a rede elétrica em áreas rurais acontecem principalmente onde ocorre o uso de implementos e máquinas agrícolas, como colheitadeiras e pulverizadores, que chegam a atingir vários metros de altura, e podem tocar os fios da rede elétrica. De acordo com a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade - Abracopel, em 2023, 17 agricultores ou trabalhadores rurais perderam a vida em acidentes com a energia elétrica no Brasil, devido o manuseio inadequado de implementos agrícolas próximo às redes de energia. Para que os trabalhadores rurais evitem acidentes, a Cemig alerta sobre os cuidados em áreas de cultivo.

O técnico de Segurança do Trabalho da Cemig, Marcos Alcides Pereira de Lima, destaca que os operadores de máquinas agrícolas devem, antes de iniciar os trabalhos, fazer um mapeamento do local e respeitar uma distância mínima de 1,5 metro em relação às estruturas da rede de distribuição ou dos cabos da rede elétrica da companhia ou dos cabos de aço de sustentação das estruturas. É importante observar que esta distância se refere ao engastamento (apoio estrutural que impede todos os movimentos) desses cabos no solo. “É muito importante que o trabalhador conheça bem o local onde irá operar a máquina. Dessa forma, ele vai evitar se surpreender com a rede elétrica e evitar acidentes que podem ser fatais” - alerta.

 

Leia Também:

Marcos Alcides lembra também que uma colisão com uma estrutura da rede elétrica pode causar transtornos e interromper o fornecimento de energia para outros clientes da região ou até mesmo atingir linhas de transmissão que cortam o estado. “Por exemplo, colheitadeiras e outras máquinas de grande porte jamais devem ficar sob os fios da rede elétrica e as barras do pulverizador devem ser abaixadas ao passar debaixo destes fios. Ao carregar ou descarregar os graneleiros, as pessoas devem prestar atenção à localização da fiação da rede elétrica e não deixar que nada se aproxime ou encoste nos fios”.

 

Ao contrário do que se imagina, a utilização de varas de bambu ou madeira para levantar cabos para a passagem de veículos e equipamentos também oferece riscos. “Aproximar ou tocar nos cabos pode causar sérios acidentes para as pessoas que estão próximas do local” – alerta o especialista da Cemig.

 

Outra recomendação é evitar transitar com o trator e outros veículos próximo dos cabos de aço que sustentam os postes, chamados de “estais”. Quando estes cabos arrebentam, o poste pode ceder, deixando os fios elétricos abaixo da altura regular. Quando o estai é removido propositalmente, ainda existe o risco de o fio tocar na parte energizada no alto do poste, provocando um choque elétrico.

 

Transporte

 

Além da operação nos campos e áreas rurais, quando for necessário transportar as máquinas sobre caminhões apropriados, deve-se observar a altura de todo o conjunto. Dessa forma, o total somado dos dois veículos não deve se aproximar da fiação elétrica que atravessa sobre vias públicas e rurais, ou das redes de telecomunicações, que são um pouco mais baixas.   

 

“As redes telefônicas e de dados, que são bem mais baixas que as redes elétricas, e que estão nos mesmos postes, podem oferecer perigo, pois se a máquina colidir com esses fios, pode ocorrer a quebra do poste que possivelmente irá cair sobre o caminhão e sobre as pessoas, colocando em risco aqueles que estiverem próximos do local. Caso isso ocorra, os ocupantes do caminhão deverão permanecer dentro da cabine até a chegada da Cemig ou do Corpo de Bombeiros, que orientarão sobre a forma correta de retirá-los do veículo. Somente em caso de incêndio, deve-se abandonar o veículo, saltando da cabine o mais longe possível com os pés juntos, evitando tocar no solo e no veículo ao mesmo tempo, e nunca se aproximar de fios partidos”, orienta. 

 

Se durante alguma manobra observar cabos ou condutores de energia rompidos, caídos ao solo, ligue imediatamente para o Fale com a Cemig – telefone 116.

FONTE/CRÉDITOS: Agência Minas
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Agência Minas
Comentários: