Iepha pedirá estudos para proteção do prédio da Pensão Tormin

O Mistério Público deve recorrer de decisão que abriria caminho para a demolição do imóvel.

Por Da redação 15/07/2018 - 16:26 hs
Foto: Arquivo

Em nota enviada aos jornais da capital (Estado de Minas e Hoje em Dia) o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG) informou que vai interferir na questão do prédio da antiga Pensão Tormin. A polêmica sobre a demolição do imóvel foi reascendida após deliberação Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac). Esta baseou recente decisão judicial sobre o tema. O Mistério Público deve recorrer da decisão que abriria caminho para a demolição do imóvel.

Em nota, o Iepha informou que, “com base no inventário de proteção do acervo cultural enviado pela administração municipal de Araxá a este Instituto, será publicado no Minas Gerais, nos próximos dias, a deliberação ad referendum do Conselho Estadual de Patrimônio – Conep, para abertura de estudos para proteção do referido imóvel . A ação tem o intuito de promover articulação entre a gestão municipal e o atual proprietário do imóvel, para viabilizar o reconhecimento da edificação como patrimônio cultural e sua efetiva conservação”.